Clique nos botões abaixo para conferir os projetos disponíveis

seta-01.png
 

Sobre a Zâmbia

A Zâmbia, no sul da África, é um país sem saída para o mar de relevo acidentado e vida selvagem diversa, com muitos parques e áreas de safári. Na fronteira com o Zimbábue ficam as famosas cataratas Victoria Falls (que, no idioma indígena, são chamadas de Mosi-oa-Tunya, ou "fumaça trovejante"), que se lançam na névoa por 108 metros até a estreita garganta Batoka.

 

A Zâmbia possui uma das economias mais pobres do planeta, tendo na extração e exportação de cobre a principal fonte de receitas. A agricultura, em especial a de subsistência, emprega cerca de 70% dos zambianos, que cultivam batata, milho, mandioca, amendoim, café, algodão, cana-de-açúcar e tabaco. O turismo também contribui para o Produto Interno Bruto Nacional (PIB). Esse setor é impulsionado pelos parques nacionais e pelas cataratas..

A população, composta de cerca de 70 etnias distintas, sofre com diversos problemas socioeconômicos. A maioria dos habitantes vive abaixo da linha de pobreza, ou seja, com menos de 1,25 dólar por dia; o índice de analfabetismo é de 30%; a subnutrição atinge 45% dos zambianos; a esperança de vida é uma das menores do mundo (41,2 anos); 14% possuem o vírus HIV e a taxa de mortalidade infantil é de 90 para cada mil nascidos vivos.

Capital: Lusaka

 

Línguas oficiais: Inglês, chinyanja e outros idiomas dos grupos étnicos.

 

Moeda: Kwacha zambiana (ZMK)

 

PROJETO

CHILD CARE